quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Versos e prosa!


Tiburtino Castelo Sá Gomes de Sá

Lágrimas!...

Aquele dia de tristeza e sofrimento
Ouvi palavras que me fazem lembrar...
Meu sofrer para mim é o tormento
De densas nuvens a esconder o luar.

Os mais belos versos que te dediquei
No teu delírio espalhaste pelo chão
a esmagar as lindas flores que te dei
Em seu olhar só rancor e ingratidão.

Tentei conversar contigo, mas não ouvias
Sou apenas um solitário sonhador
O que é belo transformo em poesias
Minh'alma se alimenta de amor.

Teus ciúmes não tem qualquer cabimento
Nem razão que venha a te torturar
Aceito o teu adeus neste momento
Minhas poesias nunca irei abandonar.

Ela é a paz descabida em santidade
Meu gênio lírico tu não sabe compreender
Não queres tu entender a realidade
A eterna luz que ilumina meu viver.

Na lua onde encontro inspiração
fico a contemplar o infinito
trago em meus olhos amor e emoção
Retrato o que existe de mais bonito.

Na verdade era isto que quis te falar
naquele dia triste que até chorei
Mas a saudade quando um dia for te procurar
medite nesses versos pra saber o quanto te amei.