terça-feira, 21 de outubro de 2014

Saúde

A menopausa masculina: entenda mais sobre a andropausa
Blog Andrologia

A menopausa masculina: entenda mais sobre a andropausa e sobre a reposição sublingual.

Engana-se quem pensa que a menopausa ocorre apenas com mulheres. A mesma pode ocorrer com homens, recebendo um outro nome: Andropausa. Por isso, preparamos um texto só para tratar desse tema, que ainda é pouco conhecido pelos homens. Vamos conferir?
Sintomas

Os sintomas da Andropausa geralmente passam despercebidos pelos homens e acabam se confundindo com sintomas do estresse diário. Isso porque, na maioria das vezes, os sintomas são os mesmos: cansaço, falta de libido, aumento da gordura corporal e até mesmo problemas de memória.

Na maioria das vezes, a menopausa masculina se inicia com sintomas bem leves, o que faz com que dificilmente os homens consigam identificá-los e caracterizá-los. Além disso, os níveis hormonais diminuem drasticamente. Assim como a menopausa, a andropausa causa indisposição, calor excessivo e bastante cansaço.
Diagnóstico

A melhor maneira de diagnosticar a andropausa é através de exames de sangue associados ao histórico clínico do paciente. No exame é possível calcular a dosagem do hormônio testosterona no sangue, fator que aponta se a pessoa está ou não na andropausa.

Além disso, problemas como disfunção erétil e a ejaculação precoce podem surgir neste período. Por isso que a melhor maneira de contornar essa situação é buscar auxílio de um andrologista, que indicará o melhor tratamento.
Tratamento

Grande novidade sobre o tratamento da andropausa é o uso de sprays sublinguais, que ajudam o próprio organismo masculino a produzir testosterona. Este tratamento pode ser associado com géis transdérmicos, vitaminas orais e dieta saudável.

O tratamento, desde que conduzido por profissionais especializados, é simples e objetivo. Geralmente aplicam-se doses de testosterona no paciente e, se necessários, outros hormônios através de injeções, géis, sprays sublinguais ou até mesmo adesivos. Entretanto, existem alguns casos em que essa aplicação torna-se dificultada, por exemplo, quando o paciente tem apneia do sono, câncer de próstata, insuficiência cardíaca ou epilepsia.

É importante salientar que a reposição de hormônios alivia os sintomas e trata a andropausa, mas é necessário também uma mudança de hábitos para o homem realmente sentir-se melhor. Caminhadas, alimentação saudável e busca pela perda de peso são extremamente importantes nesta situação. Além de melhorarem a qualidade de vida do homem, estas medidas também trazem mais disposição e auxiliam na melhora do condicionamento físico do paciente.

Compreensão e paciência são grandes aliados para homens que estão passando pela Andropausa. Acompanhar e entender as mudanças físicas e psicológicas do envelhecimento auxiliam muito neste momento e traz um melhor entendimento do que se passa. É importante também o apoio das companheiras do paciente, evitando cobranças e expectativas referente as disfunções e possível falta do desejo sexual de seu parceiro.