domingo, 11 de agosto de 2013

Santinha e capeta


Por Lena Lopez...

Sou prisioneira inafiançável
da paixão e do prazer
Tenho um jeito de anjo
amiga, meiga e carinhosa
e pensamentos de demônio
lasciva, devassa e pecadora
Tenho fantasias, desejos e vontades
sou feita absolutamente de taras
meu corpo arde e queima
minha pele exala lubricidade
não tenho vergonha
posso ser santa
na hora certa
ou até profana
nas horas de sexo
Não sou o que você deseja
mas sou o que você quer
sou santinha e capeta
Por que sou mulher
e tenho muitas fases
de menina manhosa
que chora por pouca coisa
à megera salaz
pronta para submeter
Não tente me entender
na forma nua e crua
traduza-me e decifre-me
Sou complicada
rigorosamente feminina
loucamente impulsiva
totalmente geniosa
sensualmente bipolar
Faço tipo garota errada
um convite à confusão
Minha vida é um conto de fadas
porém sou a bruxa má
nunca serei a princesa
Gosto do acaso
das coincidências
e de tudo que acontece
sem dia certo e sem horário,
Minha aparência delicada
aparenta fragilidade
mas por dentro sou selvagem
Eu confesso
sou uma fera
à espera de ser amansada!