quinta-feira, 4 de julho de 2013

Nós pagamos, padaria, táxi e gasolina de senadores


Apesar de receberem R$ 26,7 mil de salário e R$ 110 mil em auxílios e verba indenizatória por mês, senadores põem na conta do contribuinte até as despesas mais pessoais e até bizarras. Só no mês de maio o senador João Durval (PDT-BA), por exemplo, colocou na nossa conta quatro visitas à padaria Belini, na Asa Sul, em Brasília. Total da dolorosa: R$ 347,60. Em aluguel de carros, torrou R$ 19,1 mil em maio.

De grão em grão

Francisco Dornelles (PP-RJ) espetou no bolso do contribuinte R$ 12,5 de um táxi, e em março abasteceu o carro 12 vezes. Total: R$ 2,3 mil.
Claudio Humberto