quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Vem logo e me come!


Não sei mais o que sou, o certo é que sou tua.
Nem mesmo sei do que eu mais gosto, se desta boca molhada
ou desta língua atrevida. 
Sei que gosto destas mãos ousadas, deste corpo sedutor e
dessa vontade audaz.
Não sei mais o que sinto, se é loucura ou delírio, que me faz
tudo e nada, me derrete e arrepia, me cega e emudece.
Sei que eu sou tua, sem limites e regras, sem preconceito
e pudor, por isso fico louca, a fim de um corpo à corpo.
Não sei mais o que eu sou, quando você está por perto. 
Meu corpo inteiro estremece e viro uma confusão
completa, entre tantos sentimentos e um tesão urgente.
E penso... 
Somente em sexo, em desejo e prazer. 
Perco todos os sentidos, viro a tua comida, a tua taça
de mel e o teu copo de néctar. 
Com minha boca mato a tua sede, com meu corpo
mato teus anseios, com meu sexo mato a tua fome.
Sou teu manjar!
Sou tua delícia!
Sou teu delírio!
Sou teu tesão!
Sim, sou tudo...
Sou teu gozo infinito!
Então... Vem logo e me come!