quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Ministério das Cidades destina 77% dos gastos ao Minha Casa, Minha Vida

Programa Minha Casa, Minha Vida

O Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), eixo do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), tem se mostrado a principal preocupação do Ministério das Cidades (MCidades).

Dos R$ 13,1 bilhões gastos pelo órgão até o a última sexta-feira (6), 77% correspondem a recursos destinados ao programa de habitação. Também conhecido no plano orçamentário como Moradia Digna, R$ 10,1 bilhões já foram aplicados no Minha Casa, Minha Vida, que tem previsão orçamentária de R$ 13,7 bilhões para este ano.

O Minha Casa, Minha Vida é um programa do governo federal em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos, que tem por objetivo facilitar o acesso a moradia para os brasileiros com renda familiar de até R$ 5 mil.

O programa está na segunda etapa, que prevê a construção de 2 milhões de casas e apartamentos até 2014. Na primeira fase foram contratadas mais de 1 milhão de moradias. Segundo o último balanço do PAC 2, divulgado em junho, o Minha Casa, Minha Vida já contratou mais de 2,7 milhões em unidades habitacionais e entregou 1,2 milhão de moradias, o que representa 75% da meta de construção até 2014.