segunda-feira, 22 de abril de 2013

É um vírus que contamina todos ao sentar, à cadeira de presidente




Quem diria que o homem que por qualquer besteira organizava movimentações públicas contra qualquer classe dominante no Brasil, chegasse onde chegou! É verdade que nenhuma destas movimentações foi contra a corrupção. Parece que o destino havia reservado pra ele a grande chefia de um dos maiores escândalos que a nação brasileira já teve: o mensalão. Só na era Collor, hoje seu parceiro, ele conclamou os caras pintadas para, não ajudar a nação brasileira, mas ajudá-lo chegar no poder com toda sua equipe. Ele foi produto da mídia. A imprensa brasileira com toda razão ressentida com os exageros da revolução de 64, deram condições para o líder sindical tornar-se um dos maiores líderes político da nação brasileira. Some-se a isto o poder de comunicação que o próprio Lula possui