terça-feira, 28 de maio de 2013

Casal é detido por abandono de incapaz!



Crianças estavam sem comer desde o período da manhã
Casal detido

Por Sd Batista

Na noite de ontem 27/05/2013 às 18h00min. a guarnição policial de São Rafael foi solicitada para averiguar uma denúncia de abandono de incapaz no sítio Porcim, zona rural. Segundo representantes do Conselho Tutelar da cidade. Havia suspeita que três crianças estariam naquele local sozinha enquanto os pais estariam bebendo desde o período da manhã na cidade. A guarnição, juntamente com os conselheiros, se deslocaram até o local informado e puderam constatar a veracidade da denúncia. Chegando no local, Encontram 04 crianças , onde a mais velha tinha na faixa de 10 anos e os outros três, dois meninos e uma menina, na faixa de 07 anos. 06 anos e 03 anos respectivamente.

Residencia onde moravam as crianças
A situação era desumana, onde as crianças estavam entregues a própria sorte, sem nenhuma alimentação e nenhuma energia elétrica, além de a residência não apresentar nenhuma segurança e ser em um local totalmente ermo. Foi perguntado à menina onde estariam seus pais, tendo a mesma respondido que os pais teriam saído por volta das 08h00min. da manhã e até aquele momento não teriam chegado e que ela não saberia informar onde os mesmos pudessem estar. O Conselho Tutelar ficou responsável pelas crianças fazendo a entrega a um familiar das mesmas e a polícia militar saiu em diligências na tentativa de localizar o casal. Ambos foram localizados no estabelecimento conhecido como “Caipira Bar ou Bar do Caipira” , totalmente embriagados. Ao serem indagados sobre o paradeiro das crianças a Senhora Dalvaci Marques Barbosa, 38 anos, teria dito que estariam em casa, mas que ela já estava indo para casa naquele momento. Foi dada voz de prisão a Senhora Dalvaci e também ao seu esposo Cassiano Agripino da Silva, 33 anos. Ambos residentes no sítio Porcim. Os acusados foram conduzidos até a Delegacia de Polícia para serem apresentados a autoridade competente.
Abandono de incapaz é crime cuja pena é de detenção de 1 a 3 anos, e neste caso podendo ser agravado por um terço em virtude do abandono ter sido praticado contra descendente e em local ermo.
PM São Rafael