sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

HOJE É SEXTA FEIRA, Olá leitores deste malamanhado, onanístico e sem futuro blog.

As mulheres de 45 a 55 anos, que não quiserem usar o vibrador use o dedão



A menopausa afeta consideravelmente a vida sexual das mulheres. Entre 45 e 55 anos, hormônios como o estrogênio e a progesterona deixam de ser produzidos e essa ausência pode gerar sintomas como a falta de lubrificação, a atrofia vaginal e consequentemente dor no ato sexual. “Mais mulheres estão vivendo a fase da menopausa. Hoje, uma mulher de 50 anos quer ter uma vida sexual prazerosa. Mudou tudo”, afirma a ginecologista e membro da Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), Adriana Lucena. A especialista diz que para além dos tratamentos já consolidados – que tem como base a terapia hormonal -, existem uma série de estudos no sentido de melhorar a qualidade da vida sexual da mulher nessa fase. “Essas investigações têm suscitado o uso do vibrador como método de provocar o fluxo sanguíneo local e aumentar o trofismo vaginal”, diz.



Professora clínica de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade de Medicina de Yale, nos Estados Unidos, Mary Jane Minkin trouxe essa discussão para mídia em entrevista ao ‘The Huffington Post’. A especialista afirmou recomendar às pacientes o uso do vibrador de três a quatro vezes por semana. Segundo ela, a falta de estrogênio no corpo durante a menopausa diminui o fluxo de sangue na região pélvica e o acessório atuaria justamente para aumentar esse curso sanguíneo.