segunda-feira, 2 de março de 2015

Bem amigos da net face e blogs.O poema a seguir é uma reflexão, não discriminação.

POEMA: ÁGUA - O VOLUME MORTO DOS "DITOS".


O QUE ESTÁ ACONTECENDO
COM A REGIÃO SUDESTE
RESISTINDO A FALTA DÁGUA
PARECE OS CABRAS DA PESTE
CARAPUÇAS DAS IRONIAS
SEMPRE FEITAS DO NORDESTE

I
ESTIAGENS NORDESTINAS
NÃO É DE SE ADMIRAR
NA ÁREA MAIS RICA DO PAÍS
É ATÉ DE SE ESPANTAR
BEBER ÁGUA DE UM VOLUME MORTO
ISSO É DE FAZER CHORAR

II
POUCO TEMPO AUTORIDADE:
NÃO HAVERÁ RACIONAMENTO
O QUE DIZ A EXCELÊNCIA
DIANTE DESSE MOMENTO
FOI IRRESPONSABILIDADE?
FALTA DE PLANEJAMENTO?

III
E SE ATÉ O MÊS DE MARÇO
CONTINUAR O VERÃO
GENTE QUE HÁ VINTE ANOS
NUNCA PRESTOU ATENÇÃO
VAI TER ÁGUA POR DOIS DIAS
E POR CINCO DIAS NÃO

IV
TANTA INDÚSTRIA E EMPREGO
E TANTA POLUIÇÃO NÁGUA
DESTRÓI NASCENTE DE RIO
E POR ONDE ELA DESÁGUA
A MAIS NOVA PROFISSÃO:
O CATA GOTA DE ÁGUA

V
UMA OUTRA COISA TRISTE
QUE VOU CHAMAR DE DANADA
A PESSOA PEDE CHUVA
MAS QUANDO VEM A CHUVADA
SAI CORRENDO PELAS RUAS
PARA NÃO MORRER ILHADA

VI
FACE A ESSE DESESPERO
MAIS UMA REFLEXÃO
ALI NÃO TEM UM POLÍTICO
NO MEIO DO TURBILHÃO
HÁ!... ESSE SÓ APARECE
EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO

VII
QUE A TODOS BRASILEIROS
ISSO SIRVA DE LIÇÃO
NÃO CHACOTEAR NINGUÉM
DE NENHUMA REGIÃO
ONDE HOUVER DIFICULDADE
SEJA ESTENDIDA UMA MÃO

VIII
QUEM IMAGINARIA ISSO
NESSES IDOS DE DOIS MIL
OS MAIORES VOLUMES DÁGUA
NESSA TERRA VARONIL
MAS O PRECIOSO LÍQUIDO VENHA
A TODOS OS RINCÕES DESSE BRASIL!

SÃO RAFAEL,15 DE FEVEREIRO DE 2015.
DJALMIR ARCANJO DA COSTA.