domingo, 21 de setembro de 2014

É importante dá um basta nesses acordões

Projeções no RN mostram que o pleito para governador ainda está indefinido

A última pesquisa do Ibope para governador do Estado do Rio Grande do Norte, com trabalho de campo de 12 a 14 de setembro, apontou o deputado Henrique Alves com 40% de intenção de votos, à frente do seu principal concorrente, Robinson Faria, que alcançou 31%.

No mesmo levantamento, os outros candidatos aparecem com 5% apenas. Brancos e nulos somam 14% e indecisos 10%. A margem de erro é de três pontos de percentagem. Com esta margem, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno.

Na simulação de segundo turno entre os dois mais bem votados, o candidato peemedebista surge liderando as intenções de voto por uma diferença de apenas quatro pontos (40% a 36%), caracterizando novo empate técnico. Neste exercício, o “não-voto” (brancos, nulos e indecisos) soma 24%.

Assim, pelo Índice Band, usando-se apenas essa mais recente pesquisa do Ibope, pode-se projetar que a vitória numérica de Henrique Alves sobre Robinson Faria dar-se-ia por uma placar de 52,6% a 47,4%, em votos válidos, se o segundo turno da eleição ocorresse hoje. Entretanto, dada a margem de erro da pesquisa, haveria empate técnico e a eventual vitória do peemedebista não poderia ser estatisticamente assegurada.

Com efeito, por esta metodologia, já explicada em textos anteriores, se a eleição fosse hoje, Robinson levaria a melhor por 51,6% a 48,4%, em votos válidos. Neste caso, também, ocorreria empate técnico e não haveria suporte estatístico para se projetar Robinson como vencedor.

Enfim, com esses resultados do primeiro turno e segundo turnos, o jogo fica equilibrado em decorrência das diferentes taxas de conversão de votos de um turno para outro.

Com efeito, enquanto o líder Henrique Alves, na passagem do primeiro para o segundo turno, não agrega votos dos eleitores descomprometidos com as duas candidaturas líderes que vão para o segundo turno, Robinson Faria fica com 100% desses votos, conforme mostra o levantamento do Ibope.
SA.