segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Gozo sem juizo

Por H. Thiesen...


Possua-me de um modo especial
Acaricie meus cabelos
Aperte-me a nuca
Beije-me a boca
Chupe-me a língua
Deslize pelo meu pescoço
Estacione em meus seios
Suga-me os mamilos
Aperte-os com os dedos
Desça pelo meu ventre
Circule pelo meu umbigo
Lambe-me as virilhas
Beije-me o púbis
Morda-me as coxas
Abre as minhas pernas
Encara o meu pudor
Abre-me com as mãos a vulva
Acaricie-me o clitóris
Abocanhe-me com tua boca quente
Invade-me com tua língua
Sugue-me a seiva doce
Lambe-me o ânus
Morda-me as nádegas
Torne-me à gruta
Deixe-me molhada
Deslize-se pelo meu corpo
Venha-me de novo à boca
Aloje-se entre as minhas pernas
Adentre em meus segredos
Deixe-se pesar sobre o meu corpo
Aperte-me contra o teu peito
Segure-me a nuca
Beije-me com volúpia
Apodere-se de mim
Inflija-me estocadas
Deixe-me deliciar
Até esgotar todas as forças
Finalmente, bem juntos
Unidos no coito
Deleitamos de prazer
Um gozo sem juízo!